banner regulamento novo
Sexta, 08 Abril 2016 00:11

A culpa é da imprensa?

Avalie este item
(0 votos)

Hoje decidi falar um pouco de minha profissão. Sim, o jornalismo. Desde os tempos de faculdade que ouço as pessoas da área aconselhando a procurar outra profissão, pois somos maus pagos e rotulados como “baba ovo” ou “oposicionistas”. Até aí nenhuma novidade, pois alguns “profissionais” se utilizam da profissão para tentar se dar bem.

Recentemente vi duas publicações nacionais falando sobre nossos senadores acreanos. Um da situação e outro da oposição, mas ambos com o mesmo tipo de acusação: a culpa é da imprensa!

O de oposição apontava que a imprensa local não publica nada dele porque é vendida. Mas quando ele era situação, era um dos primeiros a mandar suspender o material de outros políticos e até do mesmo lado dele. Aí agora a culpa é da imprensa?

O outro disse que a imprensa nacional distorceu suas palavras e que gosta muito de estar entre as pessoas de seu Estado. A mesma coisa, a culpa é da imprensa. Daí eu me pergunto: Se a culpa é da imprensa, por que os políticos acreanos não montam um jornal só pra falar coisas boas deles?

Político no Acre é o ser mais melindroso do mundo. Só quer vê flores cercando seus nomes, mas não sabem receber crítica. Se sai uma crítica, logo o profissional não presta, é de oposição. Somos uma profissão prostituição e desvalorizada. Um certo deputado estadual disse não entender o motivo de um jornalista receber um piso salarial.

Eu me pergunto novamente: por que um deputado recebe mais de trinta mil para trabalhar só três vezes na semana (e quando vai)? Jornalista é um profissional como qualquer outro. Ele está a serviço da informação, seja ela boa ou ruim.

Pena que também tem aqueles maus profissionais que se vendem por qualquer trocado ou as famosas ‘jiriquitas’, o que desvaloriza ainda mais a profissão. E alguns são tão baixos que, não satisfeitos em desvalorizar a profissão com tais atos, ainda se julgam donos da verdade e apontam o dedo pros colegas sérios, como se fossem uma concorrência.

A valorização começa de dentro pra fora e não o contrário. E em terra de melindros, quem tem razão é rei. Sem chorume lãs sim?!

* Victor Augusto (Bombomzão) é jornalista.
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Ler 400 vezes
UA-39159391-7