Nota de Repúdio

O Sinjac, Sindicato dos jornalistas Profissionais do Estado do Acre vem a público expressar veemente repúdio diante da recorrente e inaceitável situação enfrentada pelos colaboradores da TV Acre, a falta de pontualidade nos pagamentos salariais, o descumprimento das obrigações relacionadas ao FGTS desde junho e a ausência de comunicação transparente são agravantes inaceitáveis.

A postura da empresa ao atrasar o salário de novembro e da primeira parcela do 13º e negligenciar o depósito do FGTS demonstra desrespeito aos direitos trabalhistas, comprometendo a subsistência e o bem-estar dos funcionários, que já enfrentam desafios como a não observância do piso salarial estabelecido pelo sindicato e a atribuição de funções diversas sem justa compensação.

Além disso, a incerteza mensal quanto à data de pagamento cria um ambiente de instabilidade financeira e emocional, prejudicando a qualidade de vida dos colaboradores. Ressaltamos que a mudança para o quinto dia útil do mês, conforme a legislação, não elimina a obrigação da empresa em cumprir essa determinação de maneira consistente.

A situação dos repórteres cinematográficos sobrecarregados com funções extras sem remuneração adequada, é inaceitável e contrária aos princípios de equidade e respeito profissional.

Exigimos que a empresa tome medidas imediatas para corrigir essas práticas injustas e desumanas, garantindo o cumprimento dos direitos trabalhistas e promovendo um ambiente de trabalho digno e respeitoso.

Os colaboradores merecem ser tratados com a dignidade e respeito que merecem, e estamos atentos ao desdobramento dessas questões, certos de que a justiça prevalecerá.

Atenciosamente,


A Diretoria do SINJAC